top of page

Atividades para crianças nas férias

A Psicoterapeuta Thais R. Miyasaki falou ao Portal R7 sobre as atividades que as crianças podem fazer ainda no final das férias escolares e explicou como cada uma delas ajuda no desenvolvimento emocional e psicossocial infantil.

Leia a matéria abaixo ou diretamente no Portal R7.



Aos poucos, as redes de ensino infantil estão divilgando os calendários acadêmicos de 2020 e, assim, as datas de início do ano letivo. Ententando, enquanto as aulas não recomeçam, ainda é possível programar atividades para que pais e filhos possam aproveitar, juntos, os últimos dias longe da rotina.

No entanto, antes de sugerir algumas delas, o R7 conversou com Thais Miyasaki, psicóloga especialista em atendimento infantil e adolescente, e Michelli Freitas, psicopedagoga e diretora do IEAC (Instituto de Educação e Análise do Comportamento) sobre a importância do período para os pequenos e os cuidados com a segurança para que a diversão não se transforme em dor de cabeça.


"Por ser um momento muito esperado pelas crianças, as férias escolares podem trazer benefícios além da simples descompressão da rotina. É um período de descanso, atividades prazerosas, passeios, fortalecimento de vínculos familiares e desenvolvimento social", ressalta Thais Miyasaki.


A psicóloga também alerta, no entanto, sobre a importância do planejamento. "O período deve ser visto e planejado pelos pais ou responsáveis com atenção e cuidado para que o ambiente no qual a criança esteja inserida seja propício para sua idade e respeite suas particularidades", comenta.


Considerada por muitos uma vilã, a internet, se bem usada, pode auxíliar os pais na busca por atividades com os pequenos. Ententanto, de acordo com Thais, nada substitui os benefícios do contato real.


"O famoso mundo virtual também pode ser um grande aliado, desde que utilizado com moderação, afinal, brincadeiras do mundo real são fundamentais para o desenvolvimento da criança. É quando ela tem a oportunidade de vivenciar as novas situações utilizando o conhecimento adquirido durante o ano letivo", recomenda a psicóloga.


Michelli Freitas, psicopedagoga, faz algumas observações em relação a detalhes que os pais precisam ficar atentos para garantir a segurança das crianças.


"Assegurar que o local onde a brincadeira está ocorrendo é seguro, que há telas de proteção em casos de locais altos. Cuidados com vidros, locais que têm muitos vidros são sempre algo delicado. Brinquedos que não sejam aprovados pelas normas de segurança e recomendados para idade apropriada também são sempre uma fonte de preocupação", diz a diretora do IEAC.


Pensando nisso, a reportagem separou cinco sugestões de atividades para que pais e filhos possam curtir juntos os últimos dias de férias. Confira:


Parques


Reprodução/Instagram Ibirapuera é opção para quem vive em São Paulo

Parques públicos são ótimas opções. Além de todos os benefícios já conhecidos para a saúde, eles oferecem a possibilidade de contato com a natureza.


Os espaços são muito comuns em grandes cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba, por exemplo, mas, no entanto, é possível adaptar as opções para quem vive em cidades do interior. Praças públicas podem se transformar em espaços de pura diversão.


Resgate de brincadeiras do "passado"


Nos últimos anos, algumas brincadeiras muito populares no passado foram perdendo espaço diante do crescimento da internet. Entretanto, amarelinha, peteca e pular corda são sugestões bem interessantes.


Exposições culturais


Atividades culturais podem ser uma boa opção para que pais e filhos encontrem um ponto em comum. Grandes centros urbanos costumam oferecer um cardápio diversificado de exposições e mostras adequadas às crianças. Vale a pesquisa!


Museu Catavento


Divulgação Catavento fica na Avenida Mercúrio, Parque Dom Pedro II, s/n, São Paulo

Para quem é de São Paulo ou pretende visitar a cidade nos próximos dias, o Museu Catavento pode proporcionar uma experiência mágica para os pequenos. O espaço interativo foi criado em 2009 com o objetivo de se dedicar às ciências. O museu fica na Avenida Mercúrio, Parque Dom Pedro II, s/n, São Paulo. Os ingressos custam de R$ 5 a R$10.


Casa


Se não der para sair de casa, leve a diversão para dentro dela. Aproveitar a imaginário criativo das crianças é uma das opções para tornar as atividades mais atratitivas (e divertidas).


Comments


bottom of page